varizes-e-outras-doenças

As varizes podem desencadear outras doenças?

julho 10th, 2018 Posted by Doenças Vasculares, Sem categoria, Varizes 0 comments on “As varizes podem desencadear outras doenças?”

As varizes vão além de um problema estético, o fluxo sanguíneo nas pernas é importante para o funcionamento saudável do corpo. Se os devidos cuidados não forem tomados e a busca por um tratamento adequado for feito, existem riscos associados às varizes. Você já deve saber que o problema de varizes é crônico e por isso exige tratamentos específicos e constantes.

As complicações deixam o paciente incapaz de realizar atividades cotidianas, podendo se agravar ao decorrer do tempo e até mesmo desenvolver tromboflebites e embolias, correndo risco de vida. Entretanto, mesmo estas varizes de maior gravidade podem ser tratadas com técnicas modernas que realizam a sua correção com mínimas cicatrizes e marcas.

A falta de tratamento adequado quando o assunto é varizes pode aumentar riscos, ainda mais se as varizes são do tipo 4, o nível mais avançado e grave da doença. É nesse nível que sérias complicações podem surgir, como por exemplo tromboflebites, úlceras, trombose venosa profunda, eczema venoso, fibrose e embolia pulmonar. Normalmente os pacientes que apresentam estas doenças o problema está presente há longo tempo.

Principais doenças que as varizes podem desencadear:

 

  • Tromboflebite

É uma inflamação superficial de uma ou mais veias, é causada por um coágulo sanguíneo e normalmente ocorre nas pernas ou em outras partes inferiores do corpo. Os coágulos de sangue são causados por inúmeras razões,  basicamente por qualquer motivo que impeça o fluxo sanguíneo adequado. A tromboflebite em algumas situações pode facilitar o desenvolvimento de trombose, por tudo isso é fundamental tratar as veias doentes, e dar a devida atenção para este problema de saúde.

 

  • Trombose Venosa Profunda (TVP)

A Trombose Venosa Profunda (TVP) pode ter várias causas, mas a principal delas são as varizes. É uma doença grave, que tem como característica a formação de coágulos no interior das veias profundas da perna. As pessoas com varizes possuem mais risco de desenvolver trombose das veias, porque a dilatação das veias varicosas dificulta o fluxo sanguíneo, o que favorece a formação dos trombos. Uma de suas principais consequências a curto prazo é a Embolia de Pulmão, que pode levar à morte se não tratada.

 

  • Embolia Pulmonar

A Embolia Pulmonar ocorre quando um pedaço do coágulo que se formou no interior das veias da perna se solta e atinge os vasos sanguíneos dos pulmões. Conforme o tamanho do coágulo que se desprendeu e da área atingida do pulmão, a pessoa pode não sobreviver. No caso de varizes, embora possa ocorrer a Embolia Pulmonar é uma rara ocorrência.

 

  • Eczema Venoso

A dificuldade do sangue de circular corretamente provoca também a inflamação da pele, com o aparecimento do eczema venoso. A pele fica irritada, com coceira, descama e consequentemente inflama. É um problema provocado pelas varizes, que incomoda e traz desconforto para o paciente.

É importante procurar um especialista para ter um diagnóstico preciso e buscar por um tratamento adequado. Existem algumas medidas preventivas que podem ser utilizadas para minorar a tendência no desenvolvimento das varizes.

Lembre-se que a prevenção é o melhor caminho.

varizes na adolescência

As varizes podem aparecer já na adolescência?

julho 3rd, 2018 Posted by Sem categoria, Varizes 0 comments on “As varizes podem aparecer já na adolescência?”

As varizes não são exclusividade do sexo feminino, mas a maioria das pacientes que chegam ao consultório são mulheres. O problema é mais comum entre elas devido aos fatores de risco como gravidez, hereditariedade e uso de anticoncepcional.

As varizes se manifestam na faixa etária dos 25 aos 40 anos, o que não quer dizer que pessoas com menos idade não podem desenvolver a doença. Elas podem surgir na adolescência e em crianças, sendo que o diagnóstico de varizes em grupos etários mais jovens, tem sido mais frequente e pensa-se que a rotina pode ser uma das principais causas para essas as alterações no corpo.

Em mulheres mais jovens as varizes costumam surgir por causas como a herança genética do pai ou da mãe, mas outros fatores como o uso precoce de anticoncepcionais, que contém estrógeno e progesterona, hormônios femininos prejudiciais ao sistema venoso. Sem falar no sedentarismo e na obesidade que também favorecem o aparecimento do problema já na adolescência.

A gravidez na adolescência também pode influenciar no aparecimento das varizes nesta época da vida. E os sintomas são os mesmos que se manifestam em pessoas mais velhas, entretanto com uma incidência menor e com maiores chances de prevenção.

Se os jovens começarem a notar algum tipo de saliência nos membros inferiores, como um pequeno calombo e sintomas como dor, sensação de peso ou cansaço nas pernas, queimação, inchaço e manchas escuras nos tornozelos, é importante consultar um médico, pois pode ser o início de um problema vascular. Sem os devidos cuidados, as varizes podem alcançar uma fase mais avançada e profunda.

Lembrar que a prevenção sempre é a melhor solução é fundamental. Ter qualidade de vida, praticar exercícios e ter uma boa alimentação auxilia no combate a esse mal que afeta milhares de pessoas pelo mundo.  

duvida

Tenho varizes: Qual o momento que devo procurar um especialista?

junho 26th, 2018 Posted by Varizes 0 comments on “Tenho varizes: Qual o momento que devo procurar um especialista?”

A mudança de costumes das últimas décadas, principalmente relacionadas ao empoderamento feminino e afirmação da mulher na sociedade levou a um grande aumento no cuidado com as varizes, pela vaidade e aparência. O Brasil é pioneiro e um dos países que inovou quando o assunto são técnicas de tratamento de varizes nos membros inferiores.

 

Os sintomas são variados de acordo com a pessoa e o seu grau de patologia.  Os vários tipos de varizes seguem um grau de evolução, o que não significa que um grau necessariamente passará ao outro. Mas a tendência, se não tratada é piorar, mas cada organismo funciona de uma for, e não significa, embora seja possível, que o tipo 1 vá virar tipo 4.

 

A doença é crônica e sempre deve ser acompanhada por um angiologista, que vai fazer um diagnóstico e auxiliar na escolha do melhor tratamento para você.

 

Quando devo procurar um angiologista?

 

O nosso corpo é como uma engrenagem, se alguma peça não está funcionando ele não vai funcionar corretamente. Os sintomas de varizes são sinais de alerta para quem sabe um sinal de veias entupidas ou algum outro problema. Às vezes sentimos certos sintomas e não sabemos a qual médico pedir ajuda. Os sintomas podem ser causados por varizes evidentes ou mesmo por vasinhos/microvarizes, que devem ser tratados por angiologistas.

 

Os principais sinais de alerta são:

 

  • Constante dores nas pernas
  • Coceira
  • Sensação de ter as pernas pesadas
  • Cãibras
  • Cansaço e fadiga dos membros inferiores
  • Veias azuladas ou roxas aparentes nas coxas e pernas
  • conjunto de vasos avermelhados aparentes
  • Queimação e desconforto nas pernas
  • inchaço nos tornozelos no final do dia

 

E porque devo tratar as varizes?

 

Ter um diagnóstico preciso é fundamental para buscar um tratamento para as varizes. O tratamento é importante, pois além de ser um problema de saúde e que pode trazer complicações, elas trazem um certo desconforto ao paciente pela estética ficar comprometida, podendo causar até problemas de autoestima. Além das varizes mais aparentes, os vasinhos também causam sintomas inflamatórios e devem ser tratados. Mesmo sendo um problema sem risco de vida iminente, deve ser levado a sério.

 

Ao procurar um médico especializado, ou seja, um angiologista, busque por profissionais capacitados e que podem realmente resolver o problema. Mas, lembre-se, apenas um médico dessa especialidade está apto a realizar diagnósticos e tratamentos. Não utilizar tratamentos caseiros ou tomar qualquer tipo de remédio sem uma prescrição médica.

Varicose veins and capillary veins in the legs. Medical inspection and treatment of Telangiectasia.

Vasinhos e microvasinhos, se não tratados, podem virar varizes?

junho 19th, 2018 Posted by Varizes 0 comments on “Vasinhos e microvasinhos, se não tratados, podem virar varizes?”

Como você já deve saber artérias são as responsáveis por levar o sangue do coração para todo o corpo. O percurso do sangue faz parte de todo um processo que se inicia assim: o sangue depois de oxigenar e alimentar as células, volta para o coração através das veias.

 

Ta, e como o sangue retorna, se nas pernas não tem coração?

 

Quando você está sentado ou em pé, há uma certa dificuldade para o sangue voltar para o coração. Em pessoas que têm as válvulas normais, o sangue espera a oportunidade de voltar, sem causar nenhuma alteração no organismo. Já em pessoas que têm as válvulas doentes o caminho percorrido pelo sangue é diferente, existe uma inversão no percurso, que passa a ir de cima para baixo e da veia profunda para a superficial.

 

Nas pessoas com as válvulas doentes, as veias do sistema venoso superficial começam a se dilatar e passam a transportar o sangue no sentido errado. Por ser em veias superficiais e que não são as responsáveis por esse processo, as varizes tomam forma. Normalmente são veias dilatadas, tortuosas e bem visíveis, as telangiectasias, conhecidas como vasinhos e as veias reticulares, conhecidas como microvarizes.

 

A maior parte dos pacientes do meu consultório são mulheres e a maioria chega em busca de uma solução para os famosos “vasinhos e microvasinhos”. Eles são mais finos do que as varizes, tendo praticamente a mesma espessura de um fio de cabelo. Mas que incomodam na aparência, por serem avermelhadas ou um pouco maiores, azuladas, mas que ficam visíveis nas pernas.

 

Esse tipo de problema pode causar dor e queimação, trazendo desconforto e incômodo. Mas não são estas veias que se tornarão varizes, fique tranquila. As telangiectasias crescem pouco em tamanho, c mais comum é crescerem em extensão, ou seja, “espalharem-se” pelas pernas.

 

Podem apresentar vários formatos, desde pequenos riscos, até grandes arborizações. Podem estar presentes em todos os locais dos membros inferiores, atingindo, a coxa, a perna, o glúteo e em alguns casos até a região das costas.  

Se você sofre com isso, procure um profissional especializado para lhe ajudar. Fique  atenta, pois são considerados como o estágio inicial de uma disfunção circulatória, podendo gerar outros problemas posteriormente.

 

Lembre-se que a prevenção é o melhor caminho.

Varicose Veins: Treatments, Costs and Outcomes

O que são as varizes internas?

junho 12th, 2018 Posted by Sem categoria 0 comments on “O que são as varizes internas?”

Dilatadas e grossas, finas e superficiais, as varizes podem se manifestar de diversas maneiras no corpo humano. Você sabe o que são varizes? Elas são dilatações que surgem nas veias, na maioria das vezes na parte inferior do corpo e tornam-se tortuosas e alongadas. Isso ocorre pelo fato de que o coração deixa de bombear corretamente o sangue  para as pernas e pés e caminho contrário a mesma coisa, assim as veias ficam dilatadas.

 

Há dois tipos de veias nos membros inferiores do corpo:

 

  • As veias superficiais: elas ficam sob a pele, na camada de gordura e que podem ser visíveis
  • As veias profundas: que ficam localizadas no meio da musculatura da perna e não são visíveis.

 

E ainda existem as veias comunicantes, que ligam as veias superficiais e profundas. As válvulas orientam o sangue nas veias dos membros, sempre no sentido da veia superficial para a profunda, por meio da veia comunicante, e impedem que o sangue faça o caminho errado, descendo pelas veias, quando a pessoa está de pé ou sentada.

 

VARIZES PRIMÁRIAS E SECUNDÁRIAS

 

Há dois tipos de varizes, elas podem ser chamadas de varizes primárias e secundárias. As varizes primárias costumam aparecer devido a tendência hereditária, já as chamadas varizes secundárias aparecem devido a doenças adquiridas no decorrer da vida e são de tratamento mais complexo.

 

As primárias são responsáveis pelas antiestéticas linhas vermelhas e azuis de diversos tamanhos na perna e também pelas varizes de maior calibre e são as mais comuns. As secundárias são chamadas erroneamente de “varizes internas”.

 

O termo varizes internas é incorreto, varizes internas não existem. Mas existem problemas sérios de doenças nas veias internas, que são as varizes secundárias, e estas varizes é que são muitas vezes popularmente chamadas de “varizes internas”.

 

Podemos classificar as varizes de uma maneira simples, as “leves” são as que, embora sejam uma doença, não causam um problema de saúde imediato causando mais preocupações estéticas. E as “graves”, são as que causam sérios problemas, como sangramentos, úlceras (feridas), eczema, infecções, vermelhidão, manchas, espessamento da pele, dor, flebite e mesmo a embolia de pulmão, felizmente raro em varizes primárias, mas que põe em risco até a vida do paciente.

 

Por isso é sempre muito importante ser avaliado por cirurgião vascular. O tratamento superficial das varizes às vezes esconde um problema maior por trás.

varizes genéticas

Fatores genéticos influenciam no desenvolvimento das varizes?

junho 5th, 2018 Posted by Sem categoria 0 comments on “Fatores genéticos influenciam no desenvolvimento das varizes?”

Como você pode ver nos nossos artigos anteriores as varizes são um problema aparentemente simples no início, podendo causar dores, inchaços, câimbras e evoluir para manchas escuras e feridas na pele. A estética é um dos principais fatores que leva as pessoas ao meu consultório, elas se sentem incomodadas com a aparência e buscam por informações e tratamentos.Os cuidados quando elas começam a aparecer são fundamentais, pois dependendo do grau de desenvolvimento das varizes você pode chegar até mesmo à formação de doenças mais graves.

 

A atenção deve ser redobrada se existem casos na sua família. Porque a principal causa das varizes é a questão hereditária. É claro que isso não significa que todos da família apresentarão problemas, como veias dilatadas, inchaços e dores nas pernas.  Mas a probabilidade do problema aparecer é maior do que em pessoas com histórico familiar.

 

Entretanto nem sempre as varizes podem se manifestar entre uma geração e outra, como de pais para filhos, mas o fator genético pode influenciar principalmente para as mulheres e as chances aumentam durante a gravidez.

 

Os sintomas e problemas ocasionados pelas varizes podem ser agravados por uma série de fatores, então não é só quem tem predisposição genética na família que pode ter varizes.

 

Os hábitos que levamos influenciam diretamente no surgimento das varizes, fatores como a obesidade, o sedentarismo, permanecer na mesmo posição seja em pé ou sentado por muito tempo, consumo de alimentos ou bebidas que possam causar o entupimento de vasos sanguíneos, uso de anticoncepcionais, também estão ligados ao desenvolvimento da doença. Por isso levar uma vida saudável e com qualidade é fundamental.

 

As pessoas costumam me perguntar se é genética tem algum exame que indique um possível desenvolvimento das varizes? Não. Por ser uma doença comum, como outras patologias, as pessoas acham que existe algum exame para comprovar essa predisposição, o que não é verdade. Até então não existe nenhum estudo que tenha reconhecido o gene das varizes, o que existe são estudos observacionais que reconhecem a hereditariedade como maior fator na população.

 

Lembre-se que a prevenção é sempre o melhor caminho.

dor nas pernas

Dor nas pernas pode ser sinal de varizes?

dezembro 18th, 2017 Posted by Doenças Vasculares, Varizes 0 comments on “Dor nas pernas pode ser sinal de varizes?”

As varizes começam a surgir quando as válvulas das veias param de funcionar, elas que são responsáveis por regular a passagem de sangue no organismo e fazê-los retornar ao coração, o que causa as deformações e saliências nas pernas. Os nossos vasos sanguíneos diferenciam-se em veias e artérias, as veias carregam o sangue pobre em oxigênio para o coração e depois para o pulmão e as artérias levam o sangue rico em oxigênio para os tecidos e órgãos do corpo.

 

Como já falamos aqui no blog, a questão genética é o principal fator que influencia no aparecimento das varizes, como também a gravidez no caso das mulheres, e excesso de peso, unido ao grande na mesma posição.

 

Dores nas pernas podem ser um sinal de varizes?

 

A maioria das pessoas pensa que não, mas as fortes dores ou dores esporádicas nas pernas são um sinal de alarme para inúmeros problemas de saúde. Os problemas são diversos, e as várias patologias que afetam os membros inferiores e que muitas vezes são interpretadas como simples cansaço do dia a dia.

 

Fique atento, dores nas pernas podem ser uma consequência da má circulação, o que costuma afetar principalmente idosos e pode surgir em qualquer hora do dia, e costuma piorar se a pessoa permanecer durante muito tempo na mesma posição, sentado ou em pé. Os pés e os tornozelos podem ficar inchados e roxos, o que indica dificuldade no retorno do sangue para o coração.

 

No início de uma nova série de exercícios, ou se você era sedentário e começou a praticar atividades recentemente, as dores nas pernas são normais. Mesmo que o fenómeno não seja totalmente compreendido, as teorias mais aceites atribuem essas dores a microfraturas nas fibras musculares causadas pelo exercício, mas que serão reparadas, levando ao desaparecimento das dores em poucos dias e com a renovação das atividades.

Porque os sintomas das varizes aparecem?

 

Para o sangue retornar ao coração o meio usado são as veias, que impulsionam a bomba muscular das panturrilhas, e possuem válvulas que impedem o sangue de fazer o caminho inverso, ou seja, voltar para as extremidades, como por exemplo os pés. Quando as válvulas não funcionam bem e estão doentes, a circulação sofre e o sangue começa a se acumular dentro das veias, fazendo com que elas dilatem, surgindo as dores nas pernas e outros sintomas, como:

 

  • Queimação
  • Sensação de peso nas pernas
  • Formigamento
  • Edema persistente nos tornozelos e pés
  • Cãibras noturnas
  • Coceiras na região

 

Existem casos mais graves e que acarretam doenças mais graves, já nestes, aparecem manchas escuras nas pernas e nos pés, escamações da pele e úlceras. Como a doença é progressiva, uma variz que, aparentemente, é inofensiva, pode evoluir e causar complicações. Por isso é necessário procurar um médico especialista em cirurgia vascular assim que elas surgem. O quanto antes o tratamento é realizado, mais rápida é a recuperação.

varizes em outras partes do corpo

É normal surgir varizes em outras partes do corpo?

agosto 7th, 2017 Posted by Doenças Vasculares, Sem categoria, Varizes 0 comments on “É normal surgir varizes em outras partes do corpo?”

As varizes são veias dilatadas e deformadas que costumam surgir principalmente nos membros inferiores, mas também podem aparecer em qualquer parte do corpo. Esse tipo de deformação compromete a função dos vasos sanguíneos de levar o sangue de volta ao coração.

É nos membros inferiores que está a maior dificuldade de retorno sanguíneo, sendo que ele flui contra a gravidade, e é através de um sistema de válvulas no interior das veias, que facilita esse retorno. Após o impulsionamento do sangue para cima, as válvulas se fecham para que ele não volte.

E é ao decorrer do tempo e com o trabalho contínuo contra a gravidade, que provoca um desgaste dessas válvulas e estruturas das veias, a pressão aumenta na perna e, consequentemente, as veias dilatam. E é essa dilatação e deformação das veias que é denominada de varizes.

As pessoas que tem na genética problemas de varizes, possuem o tecido que constitui a válvula geneticamente mais fraco, perdendo a elasticidade, o que por consequência gera a dilatação da veia mais facilmente do que nas pessoas que não possuem essa herança genética.

Além das pernas

É difícil, e de certa maneira incomum, mas o desenvolvimento de varizes em outras partes do corpo podem sim ocorrer em algumas pessoas. Apesar disso, essas ocorrências são específicas e podem variar.

Uma região que também pode desenvolver varizes é a área do rosto, mas é ainda mais infrequente. Nessa região o mais comum é o aparecimento de “vasinhos”, que não tem nenhuma relação com o desenvolvimento nas pernas.

Como funciona o tratamento de varizes em outras áreas do corpo

Em relação aos “vasinhos” desenvolvidos no rosto, o tratamento deve ser feito apenas com laser transdérmico, que é um tipo de luz específica, sendo aplicada sobre a pele seletivamente absorvida pelo sangue, aquecendo-o sem aquecer os tecidos ao redor, ou seja, é um tipo de escleroterapia térmica. Funciona aquecendo o sangue (a altas temperaturas) e causando a contração e, consequentemente, a oclusão do vaso.

A surgimento de varizes nos membros superiores são incomuns porque neles o sangue flui espontaneamente, sem pressão muito elevada no retorno, já que os braços estão na altura do coração.

idade para ter varizes

Existe uma idade em que as varizes começam a aparecer?

julho 14th, 2017 Posted by Sem categoria, Varizes 0 comments on “Existe uma idade em que as varizes começam a aparecer?”

As varizes podem afetar pessoas de todas as idades, não existe uma regra ou um padrão que determine a idade exata que isso pode ocorrer. Elas costumam aparecer com mais frequência em pessoas de meia idade, devido ao processo natural do organismo. No entanto, as varizes podem se desenvolver ainda na adolescência, que é quando o corpo está em transformação e em processo de transição para a fase adulta.

A tendência é de que com o decorrer dos anos, se não tratadas, o quadro tende a evoluir e acarretar problemas maiores, além de dores e desconforto que elas podem vir a gerar.

Herança genética

O desenvolvimento de varizes em adolescentes é relacionado com a herança genética. Se os pais sofrem com problemas de varizes, a possibilidade de que os filhos também tenham o problema é grande.

O principal fator ligado ao surgimento das varizes é a hereditariedade e isso acontece em ambos os sexos. O fato das mulheres estarem mais expostas a outros fatores que podem vir causar o problema, como o uso de anticoncepcionais, que contém estrógeno e progesterona, hormônios femininos, que são maléficos ao sistema venoso, faz com que o sexo feminino fique mais vulnerável às varizes.

A obesidade e o sedentarismo também propiciam que mulheres mais jovens comecem a ter o problema mais cedo. Então, a prática de exercícios físicos e de hábitos saudáveis é indispensável, tanto na prevenção das varizes, quanto para se ter um organismo saudável.

Os sintomas podem ser diferentes de acordo com a idade?

Independente da idade em que as varizes aparecem, os sintomas não mudam. Os indícios mais comuns das varizes são dores, inchaço, sensação de cansaço e peso nos membros inferiores, manchas escuras nos tornozelos e saliências nas pernas. É importante procurar um especialista no caso dessas alterações no corpo começarem a ocorrer.

Quanto mais cedo diagnosticadas e tratadas melhor o resultado

O desenvolvimento de varizes nos jovens se não tratados dificilmente evoluem e causam problemas mais graves, isso a curto prazo. Já a longo prazo isso pode afetar na vida adulta, as complicações podem aparecer anos após o desenvolvimento das varizes, motivadas principalmente pelo pelo envelhecimento do organismo, provocando também a “dermatite ocre”, que são manchas escuras permanentes na pele.

Então, para não correr risco do problema se agravar, a busca pelo tratamento deve ser feita cedo, logo após perceber os primeiros sintomas das varizes. O início da aparição das varizes é o momento mais fácil de tratá-las, independentemente da idade em que as elas começam a aparecer.

Como os jovens podem prevenir o desenvolvimento das varizes?

Se os pais do jovem possuem varizes, a probabilidade é maior se comparado com jovens em que os pais não possuem a doença. Mas para prevenir o problema é necessário uma conversa com um médico sobre o uso do anticoncepcional no caso das mulher, e principalmente evitar o sedentarismo.

Crie o hábito de fazer exercícios aeróbicos, como por exemplo: corrida, caminhada, bicicleta, natação, etc. Porque são os exercícios aeróbicos que fazem com que os músculos massageie o sistema venoso e empurrem o sangue no sentido ascendente, impulsionando-o ao coração e aos pulmões.

Estação para operar varizes

Existe uma estação mais adequada para o tratamento de varizes?

junho 29th, 2017 Posted by Varizes 0 comments on “Existe uma estação mais adequada para o tratamento de varizes?”

É no verão que a maioria das pessoas lembram e dão importância às varizes, já que é a estação onde as pernas ficam mais em evidência. Nesta hora, surge o arrependimento de não ter tratado este problema antes. A melhor época para cuidar das varizes é o inverno. Durante os meses de maio a setembro, as temperaturas estão mais amenas e as pernas podem ficar escondidas e protegidas do sol enquanto se faz o tratamento.

Para as teleangectasias (vasinhos), que são aquelas veias finas e arroxeadas nas pernas, o melhor tratamento é a escleroterapia. Neste tratamento, aplicações de medicamentos fazem os vasinhos desaparecerem. Após as aplicações é necessário evitar a exposição ao sol, para prevenir o aparecimento de manchas.Por isso o tratamento é indicado no inverno, pois evitar o sol nessa estação é muito mais fácil do que no verão.

Para as varizes maiores, que necessitam de procedimentos cirúrgicos para serem removidas, o inverno também é a melhor época para o tratamento, pois além de evitar o aparecimento de manchas evita cicatrizes aparentes. Além disso, usar a meia de compressão elástica ajuda a acelerar a recuperação e ela é mais confortável no frio

A maior vantagem em se tratar as varizes no inverno é ficar com as pernas prontas para aproveitar o verão. Além de melhorar a aparência estética, o tratamento das varizes proporciona melhora da saúde, bem estar e qualidade de vida.

Receba nossas novidades!

Facebook